fbpx

Minimalismo na prática: construindo ambientes minimalistas e elegantes

Por 13 de março de 2020Decoração
Quarto minimalista

Muito além de uma tendência de design de interiores, o minimalismo hoje é um estilo de vida que possui milhares de adeptos ao redor do mundo. Mas ele não surgiu e se manteve forte depois de tanto tempo simplesmente porque é um estilo de vida bonito ou elegante. A ideia por trás do minimalismo é muito mais ampla e, antes de introduzir esse estilo na decoração, vamos apresentar essa visão para você.

A palavra minimalismo se refere a diversos movimentos artísticos e formas de expressão que surgiram durante o século XX e se mantiveram em alta até agora. A ideia do movimento é utilizar poucos elementos em qualquer tipo de produção, isso vai desde as artes plásticas, a música, a tecnologia e o design até aarquitetura e o design de interiores.

Na arquitetura, a primeira expressão minimalista conhecida é a Casa Schröder, que possui um conceito de pureza e simplicidade.

Agora, o conceito de minimalismo para a arquitetura e decoração também está aliado ao comportamentos de consumo, como o lowsumerism, o consumo consciente e a criação de espaços que proporcionem a sensação de bem-estar.

No entanto, com todas essas questões, muitos profissionais, quando se deparam com projetos minimalistas, acabam chegando ao problema de que o espaço pode acabar ficando simples demais.

E, para ajudar a mostrar como, na verdade, é possível criar espaços minimalistas sem perder a elegância, a personalidade e a criatividade, vamos trazer algumas dicas para decorar ambientes incríveis.

Caso queira entender mais a fundo sobre a história do minimalismo e a sua importância para a arquitetura, confira outro dos nossos conteúdos aqui!

“Menos é mais”

Uma expressão amplamente utilizada quando falamos de minimalismo: “menos é mais”. E talvez essa seja uma das frases que mais descreve realmente o que é esse conceito, porém, a frase é muitas vezes levada ao pé da letra na decoração de interiores, e nem sempre isso é o ideal para a construção de decoração com estilo minimalista.

Ao contrário do que muitas pessoas e profissionais da área pensam, a arquitetura e o design de interiores minimalista pode abusar de alguns outros estilos, sem perder a essência do seu estilo principal.

Afinal, essa é a graça da decoração de interiores: brincar com diferentes estilos e criar espaços únicos.

Por isso, separamos três dicas essenciais que vãomostrar como é possível criar ambientes minimalistas elegantes e cheios de personalidade, principalmente para que você perceba que há muitas possibilidades além do preto e branco e das cores neutras.

Vamos lá?

1.  Revestimentos

É claro que revestimentos em tons neutros, como o cinza e o branco, são essenciais para criar ambientes minimalistas, mas isso não quer dizer que não seja possível trazer revestimentos com um pouco mais de personalidade para se tornarem uma peça-chave na decoração.

revestimentos geométricos minimalismo
Fonte: Pointer

A geometria, presente em alguns revestimentos, é uma ótima opção para quem busca mesclar a estética minimalista com algo que traga um charme a mais para a decoração. Confira abaixo alguns produtos disponíveis em nossa loja para complementar o seu projeto:

DOM

É importante lembrar que a geometria e as linhas são pilares do minimalismo, portanto, é essencial trazê-los para a decoração.

Fonte: Casa Abril

Mas como é necessário complementar esse revestimento mais cheio de personalidade com outro mais neutro e simples também temos alguns produtos para finalizar a estética que você precisa criar:

2. Detalhes

Outro ponto muito importante do design de interiores minimalista são os detalhes dos ambientes. É o caso da decoração de banheiro e da decoração de cozinha, por exemplo, que possuem diversos detalhes de acabamento que precisam de atenção: monocomando, chuveiros, etc.

Fonte: Pinterest
Fonte: Casa Abril

Conheça alguns produtos disponíveis em nossas lojas que podem inspirar você e que vão ajudar na criação de espaços com detalhes únicos:

3. Luz natural e espaços abertos

Outra característica muito forte em espaços minimalistas é a amplitude do ambiente, bem como a incidência da luz natural.

Essas duas características devem fazer parte do estilo, que pede por ambientes mais arejados e que, conforme já comentamos, crie essa sensação de bem-estar.

Caso o espaço do projeto seja limitado, você pode resolver essa questão com a utilização de cobogós, por exemplo, que além de trazerem maior incidência da luz, também ventilam o ambiente e possuem uma estética incrível.

Vale lembrar que os cobogós são muito utilizados em áreas externas, mas também podem ser aplicados em ambientes internos, trazendo uma estética maravilhosa para qualquer estilo de decoração.

O princípio básico

É importante entender que cada uma dessas dicas nunca pode fugir do princípio básico da arquitetura e da decoração minimalista: a simplicidade. Portanto, por mais que você tente dar um toque de personalidade e criatividade no ambiente minimalista, seja com o revestimento ou qualquer outro detalhe da decoração, é essencial entender que o “menos é mais”, em seu significado de simplicidade, ainda deve permanecer como um dos objetivos principais da décor.

Portanto, é possível apostar em objetos e detalhes que tenham um glamour, um charme ou uma personalidade mais marcante, sem perder a estética minimalista.

Sempre lembrando da harmonização de todos os itens que compõe a decoração, é claro!

E aí, gostou do conteúdo?

Conseguiu entender como você pode aplicar o minimalismo na prática? Acredite, é possível criar espaços que valorizem a simplicidade sem perder o toque de criatividade que você quer conferir ao projeto.

No fim, você cria um espaço minimalista, elegante e criativo!
Não deixe de acompanhar outras dicas da Tanto pelo nosso blog! Também estamos no Instagram, com dicas de produtos e apresentando diversas tendências de decoração.